foto:

Abraço, cafuné e pipoca

Tudo começa com a mudança da rotina.
O status passa de “vida parada e sem graça“, para “vida agitada e divertida“.
Dali em diante, nenhum final de semana é o mesmo. Tudo se torna mais atraente.
Você sente vontade de sair correndo e voar. Fazer como nunca foi feito antes.
É como se nunca fosse faltar oxigênio e sorrisos são mais comuns do que o próprio caminhar.

Quando chega o domingo a noite, você encosta a cabeça sobre o travesseiro e começa a lembrar de tudo o que aconteceu nas últimas horas:

1) Fim de tarde na padaria holandesa com Petit Gateau pra duas pessoas. Olhos nos olhos, sorrisos e uma pequena briga pelo último morango.
2) Arrumando a cozinha; Você lavando a louça, ele secando e aquela brincadeira boba de um molhar o outro.
3) E por fim, uma comedia romântica com direito a abraço, cafuné e pipoca.

Então você se pergunta: Será que isso vai durar para sempre? O que será que ele está pensando agora? Será que ele gosta de mim de verdade?

Ele possivelmente está pensando em você, preocupado se você chorar. Querendo te abraçar a distância.
E você continua a abraçar o travesseiro, sentindo aquele perfume barato que ele insiste em usar, mesmo você odiando.
As coisas são assim mesmo. É a pitada de pimenta necessária para que o abraço se torne tão gostoso e o cafuné essencial.

Dito isso; abrace, beije e sofra de amor! Perdemos tempo de mais nos questionando e sobra pouco para realmente viver o que mais desejamos.

Have a nice day!