foto:

Uma leve piscada

O que faz uma pessoa, não são as grandes coisas que ela tenta mostrar… mas as pequenas coisas que ela deixa transparecer! Cleiton Duarte

Fazia um tempo que eu não andava por aqueles corredores. Estavam exatamente como eu me lembrava. Pessoas indo e vindo, muito barulho, novatos e veteranos.
Toda aquela gente, uma diferente da outra, com um único objetivo; apenas andar e encontrar algum conhecido. Quando isso acontece, é notável um aglomerado de pessoas, as famosas “Panelas”.

Gosto de observar cada rosto. É comum ver risadas, discussões, romances e situações tensas. E todo dia é a mesma coisa, como um Déjà vu.
São os 15 minutos mais rápidos do dia. Quando a gente percebe, já está na hora de voltar ao foco principal, os estudos.

Antes de acabar o intervalo, resolvi dar a última volta pela faculdade com meu parceirão Felipe Pinheiro. Andamos por aqui e por ali, sem qualquer objetivo.
Passamos em frente a cantina, subimos as escadas e depois descemos. Mas foi no corredor da coordenação, sem qualquer aviso prévio, que avistei a única pessoa capaz de me deixar sem reação.
Ela surgiu no meio da multidão, com seus sapatinhos vermelhos e delicados, passo apertado, como de quem tem uma missão pra cumprir. Pequena e Linda!
Sem que eu pudesse dizer alguma coisa, ela olhou diretamente pra mim, sorriu da maneira mais alegre que já pude ver e apenas piscou. O gesto mais simples, a reação mais devastadora. Meu chão caiu.

Algumas pessoas conseguem mexer dentro da gente. Não por serem diferentes, ou únicas, mas pelo simples fato de serem especiais para nós.

Dedicado a K.B.