foto:

A Noite

A noite é fria de onde vejo. Quase posso ficar imóvel pelo medo de me mover.
A noite machuca. Ela traz com sigo aquele medo de encarar o que está para acontecer.
Ela me força a não tomar atitude. É controversa. Duvidas me dominam.

A noite é má. Faz lembrar do que não quero. faz-me desejar o que não posso ter.
A noite me cega. Vejo coisas que não são reais. A primeira impressão parece ser boa.
Ela é mutante, constante, horripilante, cruel e dura.

A noite é linda. Vem como anjo, calada, e nunca acompanhada.
A noite é poesia. A cada esquina os versos se completam formando um grande soneto luminoso.
Ela é esperança, de vida ou de morte. É mistério, é revelação, é canção.

A noite é donzela. Vem doce, calma e nos faz arrepiar.
A noite é pura. Sussurra palavras claras e apaixonantes e nosso caminho.
Faz-me sentir como um único ser vivente. Tendo todo e tempo e vontade para desfrutá-la.

Mais se um dia não chegar essa noite.
Sei que restará uma única palavra.
A “inocência” de apenas mais uma Noite sozinho.